Os revestimentos automotivos são componentes fundamentais para beleza, conforto e segurança dos carros.

Por conta disso, ao longo dos anos, as montadoras também se debruçaram sobre o seu desenvolvimento.

Como resultado, atualmente, contamos com uma série de opções de tecidos e não tecidos que são utilizados como revestimento.

É muito importante que o tapeceiro conheça e domine as opções, de forma a conseguir prestar o melhor atendimento a seus clientes.

Tipos de tecidos utilizados como revestimento automotivo

  • Couro

Uma das opções preferidas por muitos proprietários e uma das mais clássicas.

O revestimento em couro, durante muito tempo, esteve associado a modelos do topo de linha das montadoras.

Sinônimo de sofisticação, o material de origem natural se destaca pela beleza, conforto, resistência e funcionalidade.

O revestimento em couro, porém, exige dos proprietários cuidados na manutenção, especialmente em relação à hidratação.

Caso contrário, há grandes riscos de desgastes e surgimentos de rachaduras.

  • Courvin

Como alternativa ao couro, foram desenvolvidos diferentes materiais de origem sintética que imitam suas características.

É o caso do courvin.

Antigamente o material não recebia o devido destaque, como sua versão natural, porém, conforme foi desenvolvido e aperfeiçoado, ganhou espaço e a preferência de consumidores.

E hoje o courvin deixa pouco a desejar em comparação ao material do item acima.

Além do menor custo, outra grande vantagem é o menor dano provocado ao meio ambiente para sua produção.

  • Tecido navalhado

Amplamente utilizado nas décadas de 1980 e 1990, o tecido navalhado é uma excelente alternativa para revestimento automotivo.

Os tecidos aveludados se destacam pelo grande potencial de conforto e toque diferenciado.

Além disso, o material apresenta uma boa resistência e durabilidade.

É possível encontrar tecidos navalhados que reproduzem padronagens clássicas, uma excelente alternativa para colecionadores.

  • Teares

Os teares são a bola da vez da indústria automotiva e se fazem presentes em modelos de diferentes categorias.

Além do excelente custo-benefício, sua adaptação às mais diferentes estamparias, conforto e resistência o levaram a esse patamar.

Outro destaque é que o material não sofre alterações devido às questões climáticas bem como possui fácil higienização.

  • Malharia

Outra que se destaca pelo alto índice de utilização no que se refere a revestimento automotivo é a malharia.

Seu fio mais fino garante um toque suave e uma beleza mais delicada e menos rústica.

Assim como os demais, conforto, resistência e capacidade de adaptação também são características que se destacam nessa opção de tecido.

Agora que você já conhece alguns tipos de tecidos dentre os mais utilizados como revestimento automotivo, entre em contato com seu fornecedor e deixe seu estoque pronto para atender seu cliente!

Gostou deste artigo? Continue nos acompanhando e tenha acesso a mais dicas para a sua tapeçaria automotiva.

Até a próxima!

Postado por: Loja JB | www.lojajbtecidos.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.