Sabemos que manter a qualidade e beleza de um carro não é nada fácil, principalmente quando falamos de revestimentos. Bem sabemos que após alguns anos não só as rodas e a parte hidráulica do carro precisarão de manutenção, mas também o revestimento interno.

Há muitos mitos e verdades sobre os tecidos que revestem os carros, sendo que, muitos são negativos. Um dos mitos é que o couro sintético descasca, mas sabemos que não é bem assim.

O material que teve uma má qualidade não era, de fato, um couro sintético legítimo, mas sim, mas sim um material similar produzido com PU, e o legítimo é produzido com PVC.

Existem muitos outros mitos sobre os revestimentos internos dos carros, mas antes quero esclarecer para você os três tipos de couro existentes e utilizados. Após isso, continue acompanhando o artigo para saber se vale a pena ou não, utilizar tecido dublado no seu carro. Acompanhe!

 

COURO NATURAL

O Couro Natural é o de origem animal que antes de atingir a tonalidade de cor comercializada, passa por uma série de procedimentos.

 

COURO ECOLÓGICO

O Couro Ecológico é o de origem animal que, em sua produção, é utilizado uma quantidade reduzida de materiais poluentes.

 

SINTÉTICO AUTOMOTIVO

O Couro Sintético Automotivo, mais conhecido como Couro Sintético, é o produzido com PVC e espalmado em uma malha de tecido.

 

SERÁ QUE VALE A PENA?

Agora que você já conhece os tipos de couro existentes vamos ao que interessa, se vale a pena ou não revestir seu carro com tecido dublado.

O revestimento com o couro natural além de ter um alto custo, agride nosso meio ambiente de forma muito agressiva, e foi pensando nisso que foi criado a dublagem de tecidos.

Irei citar um tecido semelhante ao couro sintético, o Courvin sintético. Este tecido dublado é muito semelhante ao couro sintético legítimo, mas com uma quantidade de agressão ambiental e custo, bem menor.

O tecido Courvin é um couro sintético muito resistente, não apresenta dificuldades na limpeza, não fica com aquele cheiro desagradável e possui diversas opções de revestimentos para o seu carro.

A fabricação do Courvin inclui PVC, que é fundamental para a qualidade e semelhança do couro legítimo, e ainda é possível identificarmos poliéster e poliuretano, o fazendo muito semelhante ao couro e ao látex.

Além do Courvin temos o Vinil, que apresenta uma sofisticação e conforto maiores, ele é mais recomendado para encostos e assentos e possui uma linha perfurada, que possibilita a adequação da temperatura ambiente.

Apesar dos exemplos apresentados acima, você pode utilizar o tecido dublado que preferir, isso porque é possível aplicar dublagem em qualquer tipo de tecido, isso inclui o couro ecológico. O importante é que você se sinta confortável dentro do seu carro.

E como você pode analisar, a única diferença impactante do couro legítimo para o Courvin sintético, é que ele é legítimo. Isso porque a produção do Courvin não descarta as principais técnicas existentes na fabricação do couro.

Atualmente, há a possibilidade de aplicação da dublagem de tecidos sem alterar as propriedades e qualidade dos tecidos dublados. Se você é uma pessoa econômica ou se preocupa com o meio ambiente, já sabe a resposta para a sua pergunta.

Você pode optar por um produto mais em conta que possui algumas diferenças muito básicas do couro original, e com a mesma qualidade. Isso sem mencionar a agressão à natureza.

E você pode também optar por iniciar utilizando um carro-chefe, como o Courvin, e caso não goste do revestimento pode optar por outro tecido dublado que você se sinta mais confortável.

Gostou deste artigo? Continue acompanhando nosso blog e tenha acesso a mais dicas e informações sobre revestimento automotivo e o mundo dos caminhões.

Até a próxima!